Muitos profissionais da área da saúde querem ter seu próprio consultório. Mas sempre surgem as dúvidas sobre o que é necessário ou indispensável para deixar tudo em ordem.

Neste post vamos abordar os principais itens. Que vão desde a procura para o aluguel ou compra da sala, passando pelas obras de reforma, com dicas de engenharia e arquitetura, até as recomendações para deixá-lo(a) mais tranquilo(a).

Investir na compra de um consultório ou alugar?

Para quem dispõe de recursos financeiros para comprar uma sala, certamente irá encontrar boas oportunidades no mercado imobiliário. Com o desaquecimento dos últimos anos, hoje o preço por m² é um dos mais baixos já registrados. O que favorece muito para quem pode pagar à vista e conseguir um bom desconto. Para quem pretende financiar parte do valor da compra é importante pesquisar antes os juros de mercado, pois costumam ser maiores do que o financiamento residencial. E não esqueça, quando decidir pela compra do imóvel, leve em consideração a localização. Seja para ficar próximo de sua casa, local de grande circulação ou aquela sala dos seus sonhos.

Já para quem pretende alugar uma sala para montar o seu consultório, as imobiliárias irão exigir as garantias financeiras. Seja de um fiador convencional, seguro fiança ou caução (valor de alugueis antecipados), e ainda podem exigir comprovação de renda. Leia atentamente o contrato de locação. Principalmente os itens relacionados aos prazos de locação, reajustes anuais e se é permitido sublocar horários, para que você possa compartilhar sua sala com outros profissionais (gerando uma renda extra). Que é muito comum e está em alta. Na dúvida procure um advogado de sua confiança. Para as obras e reformas fique atento sobre o que está permitido e as condições de devolução da sala ao término do aluguel.

Não se esqueça de considerar o IPTU, condomínio, água, luz e telefone, além das verbas para manutenção de seu consultório, assim evitará surpresas no final do mês!

Tudo resolvido. Já tenho o consultório, agora mãos à obra!

Para a obras, no caso de salas em edifícios não se esqueça de solicitar à administração ou zelador do prédio, as normas e regras que deverão ser seguidas. Caso você alugue uma casa, a autorização deverá vir do proprietário. Normalmente se houver construção ou remoção de pisos, paredes, forros, alteração das instalações elétricas, hidráulicas e ar condicionado, será necessário que um engenheiro ou arquiteto projete e acompanhe a obra. Também avalie a necessidade de solicitar alvará de reforma junto à prefeitura da sua cidade.

Foto por: Pexels- Stikerphotos

Uma dica importante, verifique se a acústica da sala atende a sua necessidade. Isto é, se o barulho externo da rua ou da sala ao lado não irá atrapalhar seus atendimentos. Hoje há soluções de paredes, pisos e forros ou elementos decorativos que ajudam a isolar o som.   

Ah, encontre em nosso blog, posts com dicas bem legais sobre decoração de salas feitas por arquitetas especialistas!

Tudo pronto, mas não se esqueça!

Não deixe de fazer o seguro do seu imóvel, é um valor baixo e que irá trazer uma maior tranquilidade no caso de incidentes. Consulte o gerente do seu banco ou corretor de seguros de sua confiança. Ele poderá indicar a melhor cobertura para proteger seu patrimônio e seu negócio.

Caso você seja um profissional liberal, e nunca tenha trabalhado como pessoa jurídica (empresa), procure um advogado ou escritório de contabilidade para orientá-lo(a) sobre a necessidade de abertura de uma empresa. Isto para que seu consultório não fique irregular correndo o risco de multas.

Agora a dica de ouro!

Seja com um consultório próprio ou alugado, divulgue seus períodos livres na CLINICLIK! Hoje o compartilhamento de espaços é cada vez mais procurado pelos profissionais de saúde. E assim você terá uma renda extra com a sublocação da sua sala, o que irá sem dúvida ajudar nas despesas mensais. Entre em nossa página o confira!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui